Bem-estar

Hiperficose Torácica, o que fazer?

admin
hipercifose

5 de maio de 2015

Macedo(2008) diz que a incidência da hipercifose na população adulta varia de 0,5 a 8,5%. Uma recente revisão de literatura indica que entre os idosos esse número aumenta muito e fica entre 20 a 40% da população.

Causas:
De todos os motivos que desenvolvem a hipercifose, a causa postural é uma das principais queixas na prática ortopédica. Na maioria dos casos, esse tipo de hipercifose não provoca dor, é flexível e apresenta os corpos vertebrais normais nos exames radiográficos. Nesses casos a A ATUAÇÃO DO EDUCADOR FÍSICO NA SUPERVISÃO E ORIENTAÇÃO ADEQUADA É IMPRESCINDÍVEL.
A segunda maior causa de hipercifose é a provocada pela doença de Scheuermann, que é estrutural, surge na adolescência e requer tratamento mais específico.
A hipercifose postural é a mais comum (65%)

Músculos encurtados:
De maneira geral alguns autores como Magee(2005), Kisner e Colby(2005) e Hall (2001) colocam esses músculos como encurtados :
Intercostais
Peitoral maior e menor
Serrátil anterior
Levantador da escápula
trapézio inferior
Latíssimo do dorso, redondo maior

Músculos alongados segundo Magee:
Eretor da coluna torácica
Rombóides
Trapézio médio e inferior

Exercícios:
Quando aparece algum aluno cifótico na academia escuto alguns professores entendidos dizendo que é só fazer remadas fechadas ou abertas p/ “abrir” mais o peito e fortalecer as costas !! Se assim você o fizer trará mais disfunção ao que já está errado!! CAGADA FEITA!
Para se ter um bom resultado independentemente do objetivo é preciso haver planejamento. No caso da hipercifose torácica não é diferente. Duas técnicas apresentam semelhança na abordagem: Técnica de Tribastone e Técnica de Pivetta.
As duas apontam que deve haver duas fases: a primeira, que é uma fase de MOBILIZAÇÃO e de DESBLOQUEIO com exercícios parecidos com os que coloquei nas fotos. Deve durar em torno de 2 a 3 meses e a segunda fase, que consiste em exercícios de fixação da postura correta ou exercícios de fortalecimento e tem duração de 6 meses.
Segundo esses autores, primeiramente É NECESSÁRIO QUE SE DIMINUA A RIGIDEZ MUSCULOLIGAMENTAR DO TÓRAX, característico deste desvio, para que depois se EFETUE A FIXAÇÃO DE UMA POSTURA MAIS ERETA POR MEIO DE EXERCÍCIOS DE FORTALECIMENTO DA MUSCULATURA EXTENSORA.

1

2

3

4

Agora, muita atenção na escolha dos exercícios. É preciso cautela c/ puxadas e remadas. Esses exercícios parecem interessantes, p/ quem apresenta hipercifose torácica, entretanto, Lima(2006) observou que em variações como puxada costas e a remada baixa sentado não seriam interessantes pois levam a contração de alguns músculos específicos, entre eles o redondo maior. A PRINCIPAL FUNÇÃO DESTE MÚSCULO É A ROTAÇÃO INTERNA DO OMBRO, e esse movimento não é interessante qdo vem acompanhada dessa alteração!!