Bem-estar

Exercícios e envelhecimento

admin
ruyamadei-blog-14-09-30-exercicios-evelhecimento

30 de setembro de 2014

O crescimento da proporção de idosos é uma tendência mundial. Segundo o IBGE, pessoas acima de 60 anos   já correspondem a mais de 12% da população mundial, e estima-se que até 2050 tenha-se 2 bilhões de idosos (20% da população mundial).

O idoso QUE NÃO SE EXERCITA, apresenta algumas perdas funcionais importantes como:  diminuição da força em 25%, diminuição do colágeno com enfraquecimento de ligamentos e tendões; redução da flexibilidade; diminuição da densidade óssea.

Por isso que é imprescindível que o idoso se movimente, pois os exercícios trazem além de benefícios para a saúde, também um efeito antienvelhecimento das células, proporcionando longevidade e uma qualidade de vida melhor para quem os pratica.

Aqui vão algumas dicas para você que quer aparentar ter 20 anos a menos:

1)      Pratique exercícios de força! Pode ser a musculação ou exercícios físicos funcionais. Ambos melhoram a força e resistência muscular, tão importantes na qualidade de vida do idoso;

2)      Se “você é o que você come” nem precisa dizer que frituras, carboidratos em excesso e alimentos industrializados não são os melhores para o idoso. Algumas dicas de super alimentos que retardam o envelhecimento são:

-Chá verde: atuam na neutralização dos radicais livres e ainda estimulam a termogênese.

– Suco de uva integral: O resveratrol, um polifenol encontrado na uva roxa, tem ação antioxidante, barrando os efeitos nocivos dos radicais livres e protegendo contra o envelhecimento cutâneo. Mas só vale o integral, sem adição de açúcar, adoçantes ou conservantes.

-Castanha do Pará : fonte de selênio e vitamina E, dois potentes antioxidantes, e zinco, que tem ação imunomoduladora.

– Vitamina C : Um dos antioxidantes mais conhecidos. Tem ação importante na formação do colágeno, responsável pela firmeza e elasticidade da pele. Presente na laranja e demais frutas cítricas.

-Aveia : Fonte de fibras e silício, que faz parte da estrutura do colágeno e elastina.

3)      Correr, pedalar, nadar, hidroginástica, etc!! Exercícios aeróbios devem ser incluídos na semana, numa frequência de 3 a 7 vezes. Inicialmente de 12 a 20min (60% da F.C.máx) e progressivamente ir aumentando conforme a condição do idoso.

4)       Procurar  estar  exposto ao sol, de 15 a 20 minutos até 10h e depois das 16h também é um hábito importante para a prevenção da osteoporose, pois o sol é responsável pela formação da vitamina D no organismo, o que contribui para a fixação do cálcio.

5)      Praticar atividades de lazer, como passear, ir ao cinema, ao teatro, viajar, fazer amigos e dançar. Enfim, tenha como lazer aquilo que lhe dá prazer.

 

“Quem não tem tempo para o exercício, mais cedo ou mais tarde terá que arranjar tempo para a doença”. – E. Stanley

Prof Ruy Amadei

Tags: