Alongamento

Como prescrever os alongamentos na academia??

admin
ruyamadei-blog-14-09-30-alongamento

6 de outubro de 2014

É muito comum permanecer em alongamento estático entre 15 e 20 segundos antes da prática de exercício físico e finalizar a prática com o mesmo tempo de alongamento estático. Além disso, é generalizada a recomendação de 5 minutos de alongamento antes e após os exercícios físicos. Raramente se propõem um treino para desenvolver a flexibilidade com propósito de se alcançar amplitudes de movimentos satisfatórias para boas posturas corporais dinâmicas e estáticas. Para tal se faz necessária um ajuste da tensão e do tempo de alongamento em conformidade com a flexibilidade requerida.

O que se torna necessário observar é que, na maioria das vezes, programamos as atividades físicas e nos esquecemos do que realmente precisa o cliente/aluno, para tal é imprescindível saber: Qual sua experiência de movimento? Que tipo de exercícios físicos irá realizar? Qual seu nível de flexibilidade por grupo músculo-articular? Esses fatores são determinantes para fins de identificar se o alongamento deve ser predominantemente estático e/ou dinâmico e a quantidade de tempo e tensão de alongamento.

O fato de colocar somente alongamento estático no aquecimento e no resfriamento é tentar obter dois efeitos fisiológicos com um mesmo tipo de exercício e desconsiderar que o alongamento é só uma pequena parte do aquecimento.Sempre se deve considerar quanto o cliente/aluno tem de flexibilidade estabelecida pela avaliação da flexibilidade por grupo muscular  e dessa forma prescrever o exercício centrado nas necessidades individuais. Como exemplos:

Numa pessoa flexível e experiente em alongamento poderia se abandonar o alongamento estático no aquecimento, ou dependendo da temperatura ambiente, do estado muscular precedente ao treino realizar um alongamento estático/dinâmica na mesma série;
Numa pessoa com encurtamento muscular poderia ao final do treino utilizar-se da temperatura aumentada para desenvolver a flexibilidade implementando maior tempo e tensão no alongamento.

Portanto, avaliar a flexibilidade se permite saber como está à amplitude de movimento por grupo músculo-articular e como pode se conduzir para desenvolvê-la. Senão, está aplicando exercícios de alongamento sem o entendimento do praticante. Se não se sabes como o cliente/aluno se encontra em flexibilidade, não se consegues estimar o quanto se pode alcançar.

Avalia-se, estima-se um desenvolvimento na flexibilidade e reavalia-se, com esse procedimento, se adquire experiência com ciência.

 

Professor Abdallah Achour Junior

 

Tags: